segunda-feira, 1 de junho de 2009

Copa do Mundo no Brasil? It’s a joking?

O que você faria com US$ 10 bilhões? Sim, a cifrea é de dólares. São 10 bilhões de dólares.

Pensou? Com certeza se pode fazer muitas coisas certo? Alguém sabe pra onde vai esse dinheiro?

Esse valor (US$ 5 bilhões à US$ 10 bilhões) é o que será investido durante os preparativos para a Copa do Mundo realizada no Brasil em 2014. Agora tirando esse dinheiro, quais os motivos que levam ao Brasil sediar uma Copa ou uma Olimpíada?
Certamente o Brasil é um país com uma educação básica pública exemplar, um sistema de saúde que cobre totalmente a população; todas as casas têm sistema de saneamento básico; todos os habitantes vivem a cima da linha da pobreza; As crianças não sofrem mais de desnutrição. Reduzimos a zero a mortalidade infantil; o sistema de transporte aéreo está em perfeitas condições; as rodovias são excelentes, nunca tem acidentes...
Espera aí... Temos tudo isso no Brasil? Então porque raios o país vai sediar uma Copa do Mundo e o pior: entramos na competição para sediar as Olimpíadas? Aliás, não é só o Brasil não, repudio a África como sede da Copa sim. Afinal de contas, pobreza, mortalidade e descaso com o ser – humano é o que menos tem na África, com certeza. Um país tão rico como o nosso (guardada as devidas proporções, claro) tem mesmo o porque de sediar um evento mundial que exige milhões de investimento em estádios que ficarão sem utilidade nenhuma durante anos.
Tanto dinheiro sendo gasto em reforma de estádios, que certamente serão mais do que superfaturados. Alojamentos e centros de treinamentos que virarão um elefante branco, sem uso após a competição, porque nenhum clube brasileiro vai se dispor a fazer a manutenção.
E o que eu não entendo é a população brasileira batendo palmas, fazendo festa e comemorando. Será que eles não percebem que esse dinheiro poderia beneficiar a vida deles? Com esse dinheiro as escolas públicas poderiam ser melhores e não existiria mais prouni ou escola da família; os estudantes entrariam por mérito e não por cota nas faculdades: teriam chance de igualdade. Mas não, sediar a copa do mundo é muito mais importante do que isso.
Com esse dinheiro poderia resolver o problema de saneamento básico de algumas regiões, o que melhoraria a qualidade de vida das pessoas, e diminuiria a utilização do serviço básico de saúde. Esse dinheiro poderia ser investido na melhoria dos hospitais e unidades de saúde para que a população fosse mais bem atendida, recebesse um tratamento digno, remédios e especialistas com maior rapidez.
Mas não, sediar a copa do mundo cura todos os enfermos, resolve todos os problemas. Aplaudiremos em pé. Nós o povo, que com certeza teremos nosso ingresso à R$10,00. Lotaremos os estádios de verde e amarelo. Depois de sair do estádio enfrentaremos as filas nos postos de saúde com a cabeça erguida dizendo: “mas pelo menos o Brasil sediou a copa”. Estufaremos o peito a cada morte por falta de atendimento: “eu fui ver a copa do mundo”; balançaremos bandeiras a cada falta de comida no prato por não ter emprego digno: “O Brasil entrou pra história e sediou duas vezes a copa”.
Aplaudiremos a corrupção e o superfaturamento de obras, as tentativas de comprar ingressos e perceber que eles custam o triplo do preço de uma final de libertadores na cadeira cativa do estádio do Morumbi.
BRAVO, BRAVO, BRAVÍSSIMO.
Sediar a Copa do Mundo é a solução para os problemas do país. Como ninguém pensou nisto antes? Agora eu entendo porque a África sediará a Copa.
E me desculpem quem acha lindo e maravilhoso ter um evento deste porte. Talvez aceite ler um livro de história, quem sabe se familiarize com a expressão: “pão e circo”?
Mencionando as Olimpíadas, mas me desculpe, geralmente o país sede “briga” pela primeira posição do quadro de medalhas. O Brasil quando sediar as olimpíadas vai brigar pelo o que? Ficar entre os 10 melhores? Com todo o investimento em outros esportes (que não o futebol) ficar realmente fácil, fácil nossos atletas olímpicos brigarem por uma medalha olímpica.

10 comentários:

cáh oliveira disse...

belas palavras. Brasileiro é tudo assim, prefere ter o prazer de dizer que a copa é aqui e continuar dependendo do SUS.
Na epoca de copa ninguem tem problema, nada acontece, os escandalos param, o Brasil para. Viva o país do futebol!!

Frederico Cabral disse...

acho ingenuidade tua acreditar que países como o Brasil e a África do Sul competem pela Copa do Mundo apenas pelo status de sediar um evento internacional.

em Porto Alegre, por exemplo, não vai ser utilizado dinheiro do governo federal pra reforma de estádios. o dinheiro federal vai pra reformas na cidade, incluindo hospitais e a criação de uma linha de metrô, entre outros projetos. pelo o que li, muito do dinheiro será de investimentos privados.

acho que vc está subestimando o turismo também, não apenas durante a Copa, mas o que pode ser gerado pro futuro (pela visibilidade do país, e por ter cidades mais preparadas). não sei se vc leu, mas parece que apenas o show da Madonna em SP, ano passado, gerou 23 milhões de reais pra cidade. 1 evento em 1 cidade, em que o turismo era basicamente de outros brasileiros. agora imagina 1 mês de jogos em 12 cidades do país, com turistas do mundo inteiro.

eu concordo sobre estádios que serão "elefantes brancos" após a Copa (como em Manaus ou Brasília), mas seria burrice deixar de lado essas cidades.

Paulo Henrique (Einstein) disse...

Esses dias estava vendo uma reportagem do MGTV, falando sobre a preparação de BH para a tal copa. Reforma de terminais de metrô, extensão da linha, reforma de estádio. Essas "melhorias", feitas indiretamente, sempre com a desculpa de que também será bom para a população. É, mais uma vez, a hipocrisia política brasileira agindo. A gente, que é brasileiro, lascado da vida, sabe que há muito o que se fazer, em termos de estrutura de transportes, saneamento básico e saúde.

Por isso, eu não concordo com essa porcaria de Copa. É nessa época que nos alienamos e nos esquecemos do que realmente deve ser lembrado: a recessão do diabo que está, o absurdo dos preços dos alimentos básicos, a falta de respeito no trânsito, nos transportes públicos.
Neguinho quer tanto fazer bonito, que até "escondeu" as favelas do Rio, para os gringos não verem...

Mirela das Neves disse...

Adorei o texto...

Sem mais, pois o que teria que argumentar quanto a isso, já foi bem mencionado!!

=]

Aninha disse...

Menino muito bom o texto. Estava lendo e mostrando para minha filha de 16 anos.Infelizmente os grandes eventos servem para mascarar as situações caoticas existentes. Parabéns.

Jongleuse disse...

Concordo que o Brasil tem muitissimas necessidades a serem supridas antes de um investimento desta grandeza em eventos esportivos.
O único ponto que faz com que eu não "me revolte tanto" (o velho conformismo brasileiro) é que não estamos falando de uma situação em que ou o Brasil investe na Copa ou o Brasil investe na sua população. Se este dinheiro não for gasto para a Copa (gasto, desviado, superfaturado, e tudo que sabemos que vai acontecer) ele não chegará a população de nenhuma outra forma.

Ana Claudia disse...

É. O mais triste é pensar que se não houvesse essa "necessidade" de melhoramento de estádios, hotéis e alojamentos, esse dinheiro nunca apareceria no Brasil, como disse o Jongleuse. Ou seja, é sabido mundialmente que a nossa população e seu respectivo governo carecem de quase todos os itens básicos que qualificam um país como minimamente organizado, mas ainda assim a única circuntância que faz o Brasil garantir 10 bilhões de dólares em investimentos é uma Copa ou uma Olimpíada.
É evidente que há certas vantagens nisso tudo, mas elas não podem ser vistas isoladamente. Sim, muitas pessoas virão ao nosso país gastar seu dinheiro em nossos hotéis, restaurantes e estabelecimentos comerciais. Sim, nosso turismo vai se destacar durante muito tempo por conta da propaganda que será feita a favor do país. Dentre outras vantagens.
Porém, na balança final, tira-se mesmo uma conclusão clara: a nossa prioridade ainda não é essa. Os atuais problemas nacionais são evidentemente maiores e prioritários frente a uma competição extravagante de futebol que é a Copa do Mundo.

Stephanie Pereira disse...

Muito bom teu teuxto e brilhantemente argumentado...

David Lopes disse...

Só errou ao dizer que vamos ter ingressos a R$10. Primeiro que o preço oficial vai ser, pela base da última Copa, no mínimo uns R$100. Segundo que só vamos conseguir comprar ingressos pelas vias oficiais para jogos menos visados, tipo Irã vs Coréia do Sul. Aliás, vai ser uma vergonha os estádios vazios. Enfim, para os jogos interessantes, e principalmente, para os jogos do Brasil, você acha que alguém que não faça parte do esquema vai conseguir ingresso pelo preço normal? Só vai conseguir ir ao estádio quem é ligado ao poder e o "povo" das classes A e B, que vão poder pagar o preço inflacionado na mão dos cambistas.

Jú de Souza disse...

gente, ótimo texto!

Search this Blog